FacebookYoutubeRSSPartilhar

Pelourinho de Ervedosa

Chart?chst=d map spin&chld=0
Slideshow
  • Pelourinho ervedosa1 1 1024 2500
  • Pelourinho ervedosa 1 1024 2500
O antigo couto de Ervedosa recebeu primeiro foral de D. Dinis, em 1288. No século XIV, pertenceu ao Mosteiro de São Salvador do Castro de Avelãs e, em 1514, teve foral novo manuelino. O concelho foi extinto no século XIX e integrado em Vinhais, do qual é freguesia. Conserva o seu pelourinho, originalmente erguido num largo central da povoação, certamente na vizinhança das antigas casas da câmara e atualmente implantado no adro da Matriz.
 
O pelourinho assenta numa plataforma de dois degraus circulares, de aresta, semelhantes a mós de moinho e provavelmente datadas da deslocação do monumento. De feição muito rude e singela, possui coluna de fuste oitavado, bastante irregular, composta por três troços unidos por argamassa. O capitel ou mais propriamente o bloco inferior do remate é constituído por duas molduras quadrangulares sobrepostas, de talhe grosseiro e irregular, encimadas por um pequeno paralelepípedo, que não parece pertencer ao conjunto primitivo. É impossível datá-lo com precisão, devido à simplicidade dos seus elementos e às possíveis alterações introduzidas pelo restauro moderno.
 
 
Classificação
IIP - Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933
Morada

Ervedosa, Vinhais

Pontuação
Ainda não tem opiniões registadas
Total de Visualizações
3149 visualizações